Como Evitar a Quebra Durante a Transição?

Oi, Ser Encrespado! Naza está de volta com um assunto básico, mas que poucas pessoas seguem e que faz TODA A DIFERENÇA quando falamos em Transição Capilar: danos. Como podemos evitar a quebra durante a transição capilar? São dicas acessíveis, que vão ajudar você a ter o cabelo mais saudável possível antes de fazer o seu Big Chop! Vem ver!

 

  • Fuja das fontes de Calor

Sim, gente! Não há cabelo que aguente o calor do secador e da chapinha. Você sabia que a maneira mais rápida de danificar o cabelo é usando fontes de calor para estilizar o cabelo? 🙁 O uso displicente destas ferramentas pode causar danos irreversíveis e que irão prejudicar o comprimento do cabelo no momento do Big Chop. Ao invés de usá-los, opete por estilos que podem facilmente misturar as duas (ou mais texturas) que estão em seu cabelo. Se você quer manter um ‘padrão’ de cacho, eu sugiro o uso de ferramentas/técnicas para texturizações, que são fáceis de usar e que não precisam de secador, como Bantu Knots, Twists-Out, Braids-out ou até penteados protetivos (Protective Styles no google é sucesso de bons tutoriais). Se joga, mana!!!

Olha, eu amo as Blogueiras da Bahia! <3 esse tutorial de bigudinho abaixo é só amor e é muito fácil de fazer. Dá um look:

 

  • Faça o DC e Tratamentos com Proteínas

Ixi, vai dizer que você é minha leitora e não sabe o que é DC? É o meu amado Deep Conditioning (clica aí no link para saber o que isto significa). Neste ponto da transição, você deve parar de considerar o DC como uma mera técnica e torná-la necessidade na sua vi-da! Seu cabelo precisa de toda ajuda agora para cresscer saudável, e este processo irá promover a força necessária para mater o seu cabelo relaxado ou alisado longe da quebra, devido às lavagens e estilizações que fazemos neste período de transição capilar. Você deve fazer o DC sempre que lavar o cabelo e investir mensalmente ou a cada dois meses em um tratamento com base de proteínas, pois isto também ira ajudar o seu cabelo a manter-se forte. O DC ajuda temporáriamente, enquanto os tratamentos com proteína duram mais e trabalham melhor em reparar as cutículas do cabelo.


O meu parceirinho de todos os DCs é o Elseve Nutrição Intensa. Ele é liberado para a técnica e eu sempre o misturo com o óleo de amêndoas doce 100% vegetal e deixo overnight (de um dia para o outro) antes de lavar. Funciona como pré-poo e DC. É tudo de bom, minha gente!

 

  • Mantenha os Cortes Regularmente

Apesar da transição ser de longo prazo, cortes ainda são necessários. Sabe aquele “corta só as pontinhas?!” ele mantém o seu cabelo saudável, se livrando das pontas duplas e do dano. Isto também ajudará a reduzir os nós também e torna o desembaraço bem menos traumático (HAHAHAHA). Cortes regulares irão fazer seu cabelo ficar mais bonito e vai te fazer sentir mais bonita(o).

 

  • Seja Gentil com o Seu Cabelo

A linha que demarca o cabelo crespo natural e o alisado/relaxado é MUITO frágil. Ali é onde o cabelo quimicamente procesado se encontra com o cavelo virgem. O cabelo pode se quebrar facilmente a partir daquele ponto, então seja muito gentil ao pentear, desembaraçar e estilizar o cabelo. Pode ser um pouco frustrante, mas o processo de transição é longo e é necessário bastante paciência e amor. A coisa toda pode se tornar esmagadora, mas se você fizer a transição direitinho, você não será tentada a esquecer o porque de ter iniciado a transição e permanecer natural.

 

 

"O único arrependimento que eu tenho de ter me tornado natural é de não ter feito isto antes."
“O único arrependimento que eu tenho de ter me tornado natural é de não ter feito isto antes.”

 

Se amem como eu amo vocês!

 

-Naza

 

Você também pode gostar